15/08/2017

As pessoas são peculiares

Imagem de art

Faltava dez minutos para a aula terminar. Ela pegou o violão de um de seus alunos, sentou-se perto de duas moças e, no cantinho na sala, afinou diversas vezes o instrumento enquanto arriscava as notas de uma música. Me lembro perfeitamente quando sua voz começou a encher os ares agitados, as pessoas se calaram para ouvi-la e toda minha estrutura emocional transbordou ao ver aquele ser humano radiando. Todos paravam de falar quando aquela mulher cantava. Sua voz meiga viajava pelos ouvidos de cada um deixando presentes adocicados para a alma, quando ela começava a tocar simplesmente não existia mais nada. Apenas ela e o violão. Sua concentração e leveza era de tal nível que nem importava qual o som que preenchia o ambiente, o importante era apreciar aquele ser de luz, ali, no cantinho da sala.
As pessoas são peculiares.
Há quem seja mais leve que o ar e mais abstrato que uma arte confusa. De certa forma, em cada um habita algo próprio que sustenta a essência. Esses tesouros ainda são desconhecidos por muitos simplesmente porque não lhes interessa saber sobre si e não vêem o quão incriveis são.
Cada um vive seu próprio fuso-horário e possui um conjunto de características que forma um todo. 
Somos um todo e não há espaços vazios, o que há é espaços na alma não descobertos.
Eu descobri vários desses espaços em algumas pessoas que nem mesmo elas tinham consciência.
Descobri um vazio em um garoto que é onde tem suas risadas e brincadeiras que diverte os dias nublados e os semblantes tristonhos, vi um vazio de uma garota que contém uma coragem absurda para enfrentar a realidade, vi também em um pai um vazio de uma alma heroica e verdadeira.
São espaços vazios que estão preenchidos, mas eles não sabem que estão.
As pessoas são peculiares.
Não sei se aquela mulher tem consciência do poder que sua voz traz, ou se aquele garoto sabe da ajuda enorme que fez a uma moça por sempre estar ao lado dela. Será que aquele jovem sabe que no seu espaço vazio tem muitas habilidades para serem descobertas? 
As pessoas são peculiares.
Inveja é traição de si mesmo. Por que tentar ser alguém sendo que você pode ser você?
Cada um é peculiar e se uma dessas peculiaridades não existisse então haveria uma ausência de pessoas interessantes.
Somos um todo à nossa própria maneira. Autoconhecimento é singularmente importante, portanto, ao invés de sofrer por não ser de um jeito, sugiro que tente descobrir o que está preenchido no espaço misterioso aí dentro de ti. 
Mais um conselho: Tente ver as pessoas além do que elas mostram ser.
Os espaços vazios são cheios de peculiaridades.

13/08/2017

O silêncio é o casulo dos sábios

Quando você fala o Universo se silencia, quando você se silencia o Universo fala com você.
O silêncio é a ponte para o contato direto com a sua verdadeira essência, a ponte para o espaço místico e sagrado que existe dento de você.
Nenhum texto alternativo automático disponível.

09/08/2017

Um brinde aos poetas antissociais

Dotados de simpatia, há quem estabeleça uma conexão maior com a sociabilidade no mundo real. Em noites de poesia, sentimentos são vomitados em papéis com uma carga emocional digna de leitura e reflexões, no qual seria possível se não fosse da autoria de um poeta antissocial. Imaginação fértil e um misticismo interior, junto com uma realidade dos sonhos escrita por total sensibilidade.
Tudo bem linda alma.
Tudo bem mostrar tua natureza descrita em palavras insignificantes comparadas ao teu ser. Universo de estrelas.
Uma constante guerra que torna a situação equilibrada na escuridão. Um dia vira uma supernova.
Tudo bem espalhar tuas palavras adoráveis pelos ventos gélidos e quentes de uma manhã de sono, uma oposição que te reconheceria.
Tudo bem mostrar tua essência.
Isto requer coragem.

Eu te admiro mas não sou desse grupo.
Um brinde aos poetas antissociais.