28/05/2017

Todos nós merecemos nos sentir infinitos pelo menos uma vez na vida.


Há dias em que o Universo me responde da forma mais extraordinária. Tudo ao meu redor vibra com tanto poder, as ondas do mar se tornam valentes como se nenhum mal as atingisse, o céu se torna um aglomerado fascinante de estrelas, e essas mesmas estrelas me olham e respondem meus pensamentos como se elas me observassem por toda existencia. O Sol ilumina até mesmo os cantos mais dificeis de encontrar luz, as pessoas passam por mim e sorriem como se minha alma transbordasse paz. E bem acima de mim, com uma elegancia e com um monstruoso poder, a Lua se intensifica cada vez mais.
Ela está deslumbrante! Como poderei descrevê-la? No auge do seu poder, é de se esperar que não se tenha adjetivos suficientes para lhe representar. 
Enquanto a observo, alguns garotos ao meu lado comem biscoitos enquanto outro tenta arrancar algumas notas no violão. Uma garota filma tudo e tira fotos, enquanto outra conversa com um menino que já não via a tempos. Enquanto isso, eu fico enlouquecendo com meus pensamentos ao mesmo tempo em que admiro toda a vida que existe. A vida é rara, é especial, é viva! E isso é incrivel. Tudo ao nosso redor está vivo, mesmo que estejam calados eles estão vivos. E nos observam a todo momento.
Resolvo ir dar uns mergulhos no mar. A noite para mim é a melhor hora pra aproveitar a praia. Mesmo que para os outros eu esteja tomando banho sozinha, na minha visão eu estou rodeada de elementos vivos. A Lua ilumina tudo ao meu redor, e se posta bem acima de mim como se a qualquer momento pudesse me abduzir. Indescritível vibração.
Quando saio da agua para me juntar ao pessoal, sinto-me renovada, recarregada. Queria que todos tivessem a oportunidade de ter sensações desse tipo, e que aprendessem a ver a vida de uma forma mais detalhada e emocionante. As vezes tenho raiva de mim por ser assim, por achar tão bonito coisas que muitos consideram bobagem. Mas estou aprendendo a lidar com essa sensibilidade que me segue desde que nasci. E quando chega a hora de ir embora, eu sigo meu caminho solitário até em casa, pensando em tudo enquanto dentro de mim ocorre uma confusão de emoções. Nunca conseguirei descrever perfeitamente o que essa sensibilidade me mostra, por isso me calo porque sei que serei incompreendida e, por isso, as palavras me salvam. Mesmo que eu goste de estar sempre com os amigos e viver a vida ao lado deles, há muitos momentos que minha inquietação é tanta que me isolo de todos, e isso é um problema que quase ninguem entende.
Eu me sinto infinita, e todos nós merecemos nos sentir infinitos pelo menos uma vez na vida.
Somos parte importante do Universo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hey! Me deixa um comentário, pode ser no anonimo.
Obrigada pela visita! ^^

♥ ♡ ♩♫♭♪♬ (∩˃o˂∩) (≧∇≦) ~ヾ(^∇^) (ノಠ益ಠ)ノ彡┻━┻ ┬──┬ ノ( ゜-゜ノ) ಠ_ಠ ( ̄。 ̄)~zzz ʘ‿ʘ ಥ⌣ಥ (づ。◕‿‿◕。)づ ヽ(゜∇゜)ノ∑(゜Д゜;) (´・ω・`)( ;´Д`)┐(‘~`;)┌ ( ゚д゚) ☜(⌒▽⌒)☞ (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧ ( ・_・)ノ⌒●~* ヽ(*´∀`)人(´∀`*)ノ (`・ω・´)9 (;一_一) ( ̄▽ ̄) ( ͡° ͜ʖ ͡°) (◡﹏◡✿) (⊙﹏⊙✿) (◕﹏◕✿) (◕‿◕✿) (◕︿◕✿) (◡‿◡✿) (⊙‿⊙✿) (⊙︿⊙✿) (⊙△⊙✿) (◡△◡✿) (◕△◕✿) (◠△◠✿) (◕ω◕✿) (⊙ω⊙✿) (◡ω◡✿) (◠ω◠✿) (◠︿◠✿) (◠﹏◠✿) (◠‿◠✿) ★~(◡‿◡✿) ★~(◠‿◕✿) (◡△◡✿) (ノ◕ヮ◕)ノ (ノ◕ω◕)ノ ヽ(゜∇゜)ノ (´・ω・`) ∩(︶▽︶)∩ ( ´ ▽ ` )ノ (・∀・ ) ( ̄(エ) ̄) (✪㉨✪)(╹ェ╹)╮(─▽─)╭ (•⊙ω⊙•) ( ´∀`)☆ (≧ω≦) ( ^▽^ ) (✿◠‿◠) (◡‿◡✿) (◕‿◕✿) (≧◡≦) (¬_¬) (◑‿◐) ✖‿✖ (╥_╥) (╯3╰) (¬‿¬)
(∪ ◡ ∪) (≧ω≦) o(≧o≦)o (─‿‿─) (︶︹︺) (∩︵∩) (。◕‿◕。) (~ ̄▽ ̄)~ (︶ω︶)